Xuxa: 48 anos de majestade

em 27 março 2011

Falar dessa pessoa tão especial é a coisa mais fácil que existe. Cresci assistindo diariamente o "Xou da Xuxa", sou da geração do "Planeta Xuxa" e sabia todas as letras e tinha os filmes, bonecas e os livros que a Xuxa lançava.  meu sonho era ser Paquita e andar na nave espacial.

Eu como um eterna baixinha sinto muitas saudades dos meus tempos de criança, não existe fase melhor no mundo.

... que saudades da minha infância, me lembro como se fosse hoje de todas as manhãs acordar ao som da contagem regressiva das crianças e o barulho da nave Xuxa descendo no planeta Terra, trazendo prá mais perto de nós a Rainha dos Baixinhos.Desenhos como Caverna do Dragão, Smurfs, She-ra, He-Man...Lembro-me de todas as brincadeiras do Xou da Xuxa, a dança da cadeira, o minhocão, a brincadeira de roubar laranja no sítio da vovó, o Dengue, o Praga, as eternas Paquitas, as Gêmeas, as lindas mensagens de Bom dia, o famoso café da manhã, aquele mundo encantado, o colorido dos cenários e toda a magia e o encanto do Xou da Xuxa, só quem viveu essa época sabe o como foi...

Acredito que a infância dos anos 80 e 90, foram as últimas melhores décadas p/ se viver, acredito que as crianças atualmente estão perdendo grande parte da simplicidade e muito rapidamente.

Xuxa, parabéns pelo seu dia, muita paz, muita saúde, muito amor, muito sucesso, muitas felicidades.... Que Nosso Senhor te ilumine, te guarde, te guie e te proteja. Parabéns Xuxa!!! E muito obrigada por fazer parte da minha vida.

Música Coração Criança 
Coração criança sabe aonde encontrar
O mundo real na imaginação
Ver sol de ouro Numa bola de cristal
Ter a chave do tesouro é natural
Não não diga nada
Se é mentira, se é verdade
A gente só faz o que nos dá vontade
Nesse faz de conta A cabeça flutuar
E tudo o que era doce então será
Não fala, sente Não pensa, sonha
Não corre, voa
Não gosta, ahhhhhhhhhh
Coisas que o coração hoje quer relembrar
Num olhar de uma criança
De sonhar jamais se cansa
Num barquinho de papel azul do mar
Num olhar de uma criança
De sonhar jamais se cansa
Num barquinho de papel azul do mar

Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário