Como explicar política para as crianças #2



Passou as eleições, agora vamos contabilizar o saldo. Decepção com algumas pessoas foi inevitável. Afinal tivemos uma disputa onde de um lado estava um grupo que declaravam seu apoio a determinado candidato acreditando que a alternância de poder é saudável para a democracia, e no outro um grupo que defendiam a reeleição como forma de manutenção das políticas públicas em que acredita. Mas ficou claro que a corrupção é um ato que não assusta, nem causa espanto na maioria dos brasileiros. O resultado provou isso.

Contudo, a efeito causador do vitorioso domingo, foi o fator “Programas Sociais”, tendo o “bolsa família” como carro chefe. E com isso, a ira dos que não aprovavam a atual administração e foram derrotados na urnas caíram sobre os nordestino. Tenho a opinião que preconceito é igual ao bullying, é inadmissível e não justificável tal pratica.

Procurei não influenciar meus filhos com as emoções provocadas pelas eleições (mesmo Aninha gostando dos vídeos enviados pelos amigos através do Watsap). A criança não tem noção dessas coisas, por isso não aprecio quando via colegas dos meus filhos com adesivos dos candidatos colados nas camisas. Trabalhei como mesária nas eleições e vi muitas pais levarem os filhos para acompanhá-los na hora do votar, a Justiça eleitoral proibi que as crianças acompanhem os pais para preservar o sigilo do voto. Muitos alegam que tal ato é para acostumá-los desde cedo com a democracia.


A campanha política esse ano foi marcado pela guerra nas redes sociais. Porem,  alguns pais passaram a paixão pelo candidato para os filhos. Conversando com uma amiga que é professora, ela comentou que foi rotineiro separar discussões de crianças sobre os candidatos. Ontem mesmo Serginho chegou do reforço e questionou-me porque votei em candidato tal, pois ele era um perdedor. Então, tive que tentar explicar que toda disputa tem um vencedor e perdedor, mas o perdedor também é vitorioso pois colocou seu nome para ser avaliado e tornar assim a disputa democrática, e porque mais bonita.
Postagem mais recente Postagem mais antiga

2 comentários:

  1. Realmente não é muito fácil explicar. Aqui,Neno, desde pequeno gosta de ler jornais e acompanha, tem até sua opinião formada! Mas não dá pra admitir esses preconceitos e os pequenos assistem a tudo isso e é feio demais! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Como é difícil para uma criança entender a política do Brasil, todos os dias sai nos jornais falando de políticos corruptos, Li beijos.

    ResponderExcluir