terça-feira, fevereiro 25, 2014

Lembranças da adolescência {#BCFotos}


Aniversário chegando, nada mais sugestivo que esse tema lá na Blogagem Coletiva do Moça de Família, da Dani Moreno, para lembrarmos essa fase, que hoje posso dizer que curtir bastante.

Foi um período marcado com alegrias, como também grandes decepções, pois foi nessa época que ocorreu a separação dos meus pais, provocando traumas que ate hoje não foram superados. Para nós (filhos) não era fácil entender o que estava acontecendo, mas uma coisa tínhamos certeza: continuar daquele jeito não dava. Minha mãe fala que dos filhos, a que menos sofreu foi eu. Acho que ela engana-se, sofri a perda e o recomeço na mesma intensidade que meus irmãos, a diferença esta que não fiquei chorando e nem com ódio de ninguém. Apenas aceitei e aprendi a conviver com as mudanças. 

E, tenho certeza que passar tardes com minhas amigas ouvindo e aprendendo as coreografias de New Kids on The Block ajudaram bastantes.

Agora vamos as coisas boas dessa época...



 Essa foto é do dia da Crisma,  confesso que a religião ajudou a superar a dor da separação dos meus pais.


Essa foto aqui é bem nostálgica, época boa do colegial, tinha apenas quinze anos e ficava perdida no meio dos colegas que só pensavam em vestibular, e eu querendo ser Paquita. Acho que meus pais erraram quando concordaram em deixar eu pular série (do jardim 2 fui para 1ª serie, pulei a alfabetização), 



 Aqui foi em 1998, meu irmão maluco resolveu fazer um Bloco para o carnaval fora de época da cidade - Lagarto Folia, totalmente gratuito para os estudantes. Ele era  o presidente da ULES (União Lagartense dos Estudantes Secundaristas). Foi um folia só, conseguimos patrocínio para 600 abadás, só que minha mãe acabou deixando a gente usar as máquinas de costuras dela, e resolvemos nós mesmo fazer as camisas. E, num verdadeiro milagre, colocamos 1.500 pessoas na avenida. A surpresa maior foi que o prefeito  autorizou, em cima da hora, a banda Jammil e Uma Noite puxar o bloco. Foi perfeito!



Com 18 anos consegui meu primeiro emprego, quanta saudade desse povo, eramos uma família.

E como não lembrar as amigas de farra.


E para encerrar essa fase, que segundo a ONU termina com 24, aos 23 anos conheci essa pessoa especial, que continua me proporcionando grandes alegrias.

Copyright © 2016 Cantinho da Li , Blogger