As crianças e a moda - Sua filha é uma “It Baby”?

25 janeiro 2014


Depois do 'boom' das “It girls”, propagado por todos os cantos pelas blogueiras de moda surge o termo It Baby, que seriam bebês estilosos que ditam a moda, e o estouro deste termo aconteceu com a Suri Cruise, filha do Tom Cruise com a Katie Holmes. Dona de um closet de fazer inveja em crianças (e adultos) do mundo inteiro, a pequena Suri nasceu linda com seu rosto angelical e logo cedo causou polemica, pois aos 2 aninhos já havia pintado as unhas de vermelho, aos 3 andava de salto.
 
Suri Cruise - Fotos Google

Falar que somente essa geração de crianças está ligada em moda, é um erro. Por exemplo, nos meus oito anos, quando assistia à novela, adorava criar vestidos para minhas bonecas e as bonecas das amigas, sonhava ser estilista, sonho que foi cortado por minha mãe, que costureira sendo ela, não via futuro em eu seguir tal carreira.

Lendo uma matéria sobre o tema no site Ela Moda, vi que existe um exercito que criticam crianças que se vestem assim, falando que elas não têm infância, e que roupa de criança devia ser como antigamente. Que tal comportamento incentivam o consumismo e também o famoso termo usado por psicólogos e pedagogos, a criança pula etapas da sua vida, pois ela estaria numa fase de ‘adultização’ infantil.

A má formação do caráter e relógios biológicos atropelados transformam essas crianças em pequenos adultos, que, consequentemente, serão adultos infantilizados, pois ultrapassaram etapas importantes do seu crescimento sem sequer experimentá-las.” Maria Augusta Ribeiro 

Alguns especialistas acreditam que algumas mães criam nas suas filhas o padrão de beleza que ambicionou para si. No entanto, o que dizer quando a mãe pouco se importa com os padrões de beleza atuais e é surpreendida vendo sua filha experimentando roupas enfrente ao espelho. É mais ou menos, isso que acontece em casa. Ana Luísa é super vaidosa, chega ao ponto de escolher a roupa que vou usar.

Sou da opinião que a infância passa rápido, e quero que meus filhos tirem o maior proveito, possível, dessa fase. Por isso tento conciliar esse gosto de Aninha por moda nas suas brincadeiras infantis. Brincamos muito de bonecas, trocando as roupas, penteados os cabelos e até maquiando.

Sim maquiando, quando era criança tinha o desejo de ganhar essas bonecas que só tem o rosto e a criança faz maquiagem nela (nunca ganhei), comprei uma para minha filha. Também encontrei um esmalte a base de água, que sai lavando as mãos. Adoro ver minha filha arrumada, mas gosto mesmo de vê-la fazendo coisas de meninas da sua idade.

A vida é cruel, lembro que quando criança sonhava em ser adulto, tipo o filme De Repente 30. E, quando adultos tornamos, lembramos com nostalgia o tempo da infância, do prazer de sentir o cheiro da terra molhada, te tentar engolir a chuva, ou correr descalça sem pensar nas consequências. Ser criança é isso, e elas não têm consciência do momento que estão vivendo, cabe a nós, pais, fazermos o possível para eles serem aproveitados.


Lembro que certa vez li no Blog da Luz de Luma que: “Educar dói. Saber educar um filho é uma arte que nem todos possuem...”.


Cleo (fotos @beta_faria) e Rafa (fotos @karenmakh) It babys fofas, sucesso no Instagram

Aninha minha linda filha!



Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo