SER PAI...


Pedi ao meu esposo para escrever sobre o significado de 'Ser Pai' e ele, saindo pela tangente, disse-me não saber lhe dar com as palavras. Compreendi e aceitei, afinal, sinto a mesma dificuldade, pois o divorcio entre meus pais fez-me conviver pouco tempo com a figura paterna e minha mãe – Super Mãe – incorporou as duas missões.

O que dizer sobre SER PAI...

Para a antiga civilização ocidental o pai tinha basicamente três papeis: fecundar o ovulo, esperar o nascimento e trabalhar para dar sustendo a família. Mas com o passar dos dias, a figura do pai tradicional. Baseado no moldes machista, onde o pai sai para trabalhar o dia todo e volta a noite cansado, esta fora de moda.

Hoje é comum ir ao pediatra e encontrar o pai ao lado da mãe acompanhando o filho nas consultas rotineiras. Como também, é comum os pais curtirem os filhos desde a gestação, frequentando até o curso de gestante. Sentem prazer em ajudar a esposa já nos primeiros dias de vida dos filhos, ajudando na troca de fraldas ou embalando para dormir.

Ser pai é uma dadiva tão quanto ser mãe. Não importa se for biológico ou de criação (adotivo), isso pouco importa. O que importa é o amor que nutri pelo filho, a vibração com seu desenvolvimento. Ser pai, como também ser mãe, é fácil quando não temos medo, quando estamos disponíveis para brincar ou ajuda-los. Ser pai não tem segredo, é não ter vergonha de emocionar-se ou mostrar todo o seu amor num simples abraço.

Feliz Dias dos Pais.




Imagens que ilustraram esse post de Kristina Alexanderso

Cantinho da Li Copyright © 2009