Desfralde

02 março 2013


Após ser mãe por duas vezes, aprendi que não existe regra para se desfraldar uma criança,assim como não há idade precisa para isso aconteça, afinal, cada criança é única e não há como apressar a natureza de cada uma delas. Com Serginho, por exemplo, o processo foi lento e sem complicações. Devo dizer que a escola ajudou, então pode mandá-lo à escola sem fraldas e de cueca. Vale salientar que durante a tarde, em casa, colocava fraldas modelo Pull-ups (parecem um shortinho) e isso dava-lhe a impressão de não estar usando fraldas. Além disso adquirimosum “peniquinho” que tocava músicas, e à hora de usá-lo, era visto como uma diversão.

Com Aninha é diferente. Ela não gostou das fraldas Pull-ups, e vive pedindo calcinha. Isso levar-me a passar o final de semana lavando calcinha e limpando o chão, pois nem sempre é possível ela chegar a tempo no troninho.
Para quem encontra-se preocupada com essa fase do desfralde, segue abaixo dicas de especialistas. Segundo eles a criança dá sinais de está pronta para o desfralde:
  • Fica com a fralda seca por períodos mais longos, durante o dia.
  • Reclama de fraldas molhadas ou sujas.
  • Mostra curiosidade ou interesse pelo vaso sanitário ou em usar cuecas ou calcinhas.
  • Entende e obedece a “ordens” simples.
  • É capaz de abaixar as calças ou shorts
  • Tem horário para fazer cocô
  • Avisa, com palavras, gestos ou expressões corporais que está com vontade de fazer cocô ou xixi.
Observado os sinais acima, você pode passar para o desfralde propriamente dito. Vejamos algumas dicas:
  • Leve seu filho ou filha para escolher o penico e/ou adaptador para o vaso. Converse com ele ou ela sobre a finalidade do penico ou vaso.
  • Se a escolha for por um adaptador, não se esqueça de colocar um banquinho para a criança apoiar ambos os pés. A criança não deve ficar com os pés balançando no ar.
  • Coloque o penico no banheiro.
  • Demonstre o uso, jogando o cocô da fralda no penico ou vaso.
  • Tenha senso de humor e uma atitude positiva. Nada de críticas ou irritações!
  • Celebre as pequenas conquistas (e as grandes também!).
  • Fique ao lado da criança enquanto está usando o penico. Converse com ela, de forma descontraída.
  • Crie uma pequena rotina de sentar no penico por pouco tempo, em alguns momentos como depois de almoçar e jantar. Se a criança tem um horário para fazer cocô nas fraldas, peça para se sentar no penico próximo a esse horário.
  • Ao perceber o desejo da criança, leve-a ao penico
  • Converse sobre não usar mais fraldas e, um dia, pare de usá-las. Muitas crianças ficam confusas porque iniciam o treinamento de uso do penico e seus pais demoram a retirar a fralda. Não espere que a criança esteja uma expert em penicos para retirar sua fralda. É o oposto, retirando a fralda é que ela se tornará uma expert em penicos.
  • Se perceber que esse treinamento está sendo completamente insatisfatório e/ou que a criança resiste ou demonstra irritação, não hesite em interrompê-lo e esperar uns meses para recomeçar.
  • Acidentes acontecem, estejam preparados. Encare com naturalidade e calma, sem imaginar que seja um retrocesso do seu filho. Crianças se distraem e preferem continuar a brincar do que parar para ir ao banheiro.
  • O controle dormindo ou noturno é mais demorado, podendo levar meses ou até anos, depois do controle diurno. Fazer xixi na cama, à noite, pode ser normal até uma idade bem mais velha.
Não compare crianças, nem mesmo irmãos, com relação à idade e velocidade do desfralde. Se acharem que está muito lento ou ficarem muito preocupados, deem uma olhada na rua. Não encontrarão nenhum adulto saudável de fraldas! Todos, ao seu tempo, deixarão de usar fraldas. Divirtam-se!

Fraldas Pull Ups


 iPotty: um penico com suporte para tablets da linha iPad

http://robertocooper.com



Topo