“Os livros da minha vida”


7ª Blogagem Coletiva: “Os livros da minha vida”

Antes de SER MÃE considerava, até então, como momento mágico, o dia que me dei conta que sabia ler. Transbordei de felicidade ao devorar com os olhos e entender o que estava escrito no livro do Ziraldo (Menino Maluquinho). E como é bom ler …

1 – Menino Maluquinho (Ziraldo) 

“Era uma vez um menino maluquinho, ele tinha o olho maior que a barriga, tinha fogo no rabo, tinha o vento nos pés”

2 – História do Mundo para as Crianças (Monteiro Lobato)

O livro conta a história do mundo, de uma forma leve. Dona Benta faz um apanhado da evolução humana, onde conta sobre a invenção do avião, dos deuses gregos etc.. Para se ter uma idéia, o livro inicia descrevendo como o mundo começou e termina falando na cidade japonesa de Hiroshima. Li esse livro quando tinha 10 anos – e todos da coleção Sitio do Pica-pau Amarelo. As vezes me perguntavam porque entendia os assuntos da disciplina Historia ,na escola, e respondia que era porque tinha lido esse livro.
 3 – Pollyanna (Elenor H. Porter)

Li esse livro da 5ª Série (11 anos) e fiquei fascinada pela historia dessa menina. Órfã de pai missionário, vai morar com a tia rígida e mal humorada em outra cidade, onde cativa a todos da comunidade com o seu “jogo do contente”, que havia aprendido com seu pai no dia que esperava ganhar uma boneca e ganhou um par de moletas. Seu Pai lhe explicou que não existia nada que não pudesse ter dentro de qualquer coisa, capaz de não nos fazer contente, e ela então ficou contente por não precisar ter que usar as moletas. Resumindo: Pollyana é uma menina encantadora que sempre vê o lado bom das pessoas e da vida. Ela não aceita desculpas para infelicidade e faz de tudo para ensinar as pessoas o caminho para superar a tristeza. 

Obs.: A Walt Disney lançou o filme Pollyanna (tenho em casa), e é super fiel ao livro, foram poucas as modificações. 

4 – Meninos Sem Pátria (Luiz Puntel)

Esse livro marcou, porque entendi um pouco sobre o que passou as vitimas da Ditadura Militar. Li na época das eleições do Collor, aquela euforia de elegerem, após muitos anos, um presidente civil - ainda não votava naquela época, só tinha 12 anos. O livro fala de Marcão, filho de jornalista perseguido por questões políticas. Eles têm que sair do Brasil e vão morar no Chile, e, posteriormente, devido ao Golpe Militar Chileno, se mudam para França. Na Europa Marcão faz amigos, seu pai arruma emprego, mas eles sabem que tudo é provisório e um dia eles poderão regressar ao Brasil.  
5- E o Vento levou (Margaret Mitchell)

É o livro mesmo, muitos devem estar lembrando-se do filme. Lembro que não conseguia assistir o filme, pois dormia antes da metade. Um dia eu e minha irmã, na biblioteca pública de Lagarto (sim, Lagarto tinha uma), encontramos esse tesouro. Apesar de volumoso (mais de 900 paginas) a leitura é de fácil compreensão, retrato fiel da Guerra Civil Norte Americana (sul escravista e norte libertário), sem falar do romance entre Scarllet e Butler.


6 – Senhora (José de Alencar)

Na minha adolescência, marcou a personagem “Aurélia”, de José de Alencar. Como eu queria ser forte como ela. Ser desprezada pelo amado (trocada por 100 contos de reis de dote), dar a volta por cima e ainda humilhá-lo. Ah, não se fazem mais heroínas como antigamente. José de Alencar mostra, nesse livro, a hipocrisia da sociedade fluminense durante o segundo império.
  7 – O Capital (Karl Marx)

Como economista não podia faltar no meu “acervo” mental - há ha ha ha ha- Mas não pensem que tenho boas lembranças desse livro depois de adotado por quatro disciplinas em um único período da faculdade. Na verdade é um conjunto com quatro livros ou volumes, Karl Marx, nessa obra critica o capitalismo, com seus conceitos econômicos complexos (como a mais valia, capital constante, capital variável), faz uma analise sobre o salário e a acumulação primitiva. Enfim fala sobre o modo de produção capitalista.
Depois de passar quatro meses dormindo, acordando, almoçando e jantado com o “CAPITAL”, só poderia amar ou odiar o pensamento Marxista. Pois bem eu odiei.

8 – Código da Vinci (Dan Brown)

Por que esse livro marcou? Consegui lê-lo em 1 hora! Isso mesmo, 60 minutos! Como prendeu minha concentração aquela leitura. Sou católica, e em momento algum achei que não fosse ficção o enredo da obra que fala de um assassinato dentro do Museu de Louvre, em Paris. Traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo. 

9 – A vida do Bebê (Rinaldo de Lamare)

Esse tem sido meu melhor amigo, na minha jornada de mãe. O livro apresenta informações básica sobre a puericultura, que trata sobre os cuidados dos bebês de zero a dois anos, como também da patologia, onde as mamães encontram explicações sobre varias doenças. E o legal é que o autor não somente aponta os diagnósticos, ele também traz informações sobre o tratamento a ser ministrado. Sem falar das informações sobre o calendário de vacinação. 
10 – O Mundo de Sofia (Jostei Gaarden)

Mas um livro que me trouxe conhecimento. Sofia Amudsen, personagem central desse livro, é uma jovem estudante que vê a sua vida mudar completamente por conta de cartas anônimas com as mais diversas questões existenciais: Quem é você? De onde você vem? Como começou o mundo? Ao escrever de forma nada erudita, com narrativas em estilo romancista, o autor nos conduz ao fantástico mundo da história da filosofia.
Bíblia Sagrada

Não poderia faltar esse na minha lista. Livro de leitura complexa e de difícil interpretação, realmente precisa de tempo, dedicação e de um estudo para compreendê-la. Mas a parte dos Salmos e Provérbios, vale como leitura diária. Tenho vários exemplares, esse é o ultimo que ganhei de uma amiga. Possui letras maiores e vem dentro de um estojo.

Obs. exceto a obra "E o vento levou", possuo todos os livros citados em minha casa.


Postagem mais recente Postagem mais antiga

20 comentários:

  1. Oi Li, quanto livro bom ,hein, a biblia realmente não pode faltar, né !Também amei Senhora, do Alencar , um clássico .
    Beijo, amiga, tenha um lindo dia !
    http://casascoisaseoutros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Quantos livros que temos em comum Menino maluquinho e Pollyanna mudaram minha vida, desses que citou só não li A vida do bebe rs...amei sua lista poderia ser a minha, temos bom gosto rs

    ResponderExcluir
  3. Nossa!! Que lista!!
    Amei...
    Ler é muito bom né?
    Viajamos de uma forma tão prazerosa..
    Um beijo e amei sua postagem..
    Sheila

    ResponderExcluir
  4. Otimos livros alguns li outros ainda não parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  5. Que bela lista alguns que ainda não tinha lido vou tentar ver.

    ResponderExcluir
  6. Que bela lista, possivelmente muitos tem em Portugal mas com outro nome... o sitio de Pica pau amarelo... nossa eu nao perdia um unica episodio, o livro eu nunca li!!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Eu achei seus livros sensacionais já li alguns e são otimos.

    ResponderExcluir
  8. Sua lista é ótima, O Capital realmente não é fácil e Senhora é uma viagem ao tempo. Maravilhoso, parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Oi li. O seu saber literário é bastante diversificado. Muito interessante sua lista. Parabéns.
    Beijinhos
    Gracita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma linda escolha de bons livros
      parabéns pelo bom gosto
      Abraços
      Rita!!!!!

      Excluir
  10. Adorei sua lista também, e estou impressionada que tanta gente goste de polyanna. é um livro lindo, mas sao bem poucos os que conheço que gostam.

    ResponderExcluir
  11. Bela seleção de livros. Saudades do menino maluquinho. Gosto muito de livros que prendem a atenção, dá vontade de ler tudo na hora.

    ResponderExcluir
  12. Olá Li! Eu ainda não havia passado por aqui porque postei minha BC com atraso.
    Eu definitivamente não gosto de Pollyana, embora esteja no post de quase todo mundo. rs. É um livro dos que estão na lista dos que eu NÃO releria.
    Alguns livros citados eu não li, contudo, acredito que tenhamos gostos um tanto diferentes, com exceção de José de Alencar que é um autor que li e gostei. Não adorei, mas gostei.
    A respeito da bíblia, eu li as três: a Protestante, a Católica e a Satânica de Anton LaVey.
    Até a próxima! :)

    ResponderExcluir
  13. Gostei e já li alguns! Muito obrigada pelo comentário. Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Quantos livros legais,Li!E seu cantinho achei lindo!Esse livro do bebe me ajudou muito quando minha filha era pequena!...rss...bjs e parabens pela participacao!

    ResponderExcluir
  15. Li o instigante "Mundo de Sofia". Excelente livro para se ter uma noção da filosofia ocidental de forma didática. Um abraço.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Li, engraçado, embora Pollyana fosse bem do meu tempo não li nenhum exemplar. Por outro lado lembro-me do Menino Maluquinho e das histórias de Monteiro Lobato...me deu saudades! Um abraço!

    www.revoltaeromance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir