Filhos Tecnológicos


Manter crianças longe do computador ou ensiná-las desde cedo, deve ser o questionamento, da maioria, dos pais atuais.

Sou proveniente , de uma geração que as brincadeiras, dentro ou fora de casa, consistiam em atividades com bola, carrinho, bonecas, jogos ... etc. Mas os meus filhos, por exemplo, nasceram meio a Revolução DIgital - processo que esta em curso há algumas décadas - fazendo parte de uma geração imersa numa, avançada expansão tecnológica.


Hoje são poucas as crianças que nunca pediram  para mexer no celular dos pais ou tentaram descobrir o que há te tão fascinante na tela do computador. Em casa resolvemos liberar o usos dessas novas tecnologias para Serginho, mesmo sendo criticados por alguns, que afirmam que o menino só tem 4 anos, e por isso, é muito cedo.

 Pois bem,  alinhado a curiosidade dele (normal em qualquer criança), Serginho se adaptou rápido ao uso desses acessórios modernos, ao ponto de saber usar o Iphone melhor que o pai.

Para alguns especialista (Caio Feijó, Claudia Filmore entre outros) é importante que as crianças desenvolvam atividades de criatividade e raciocinio, para depois utilizarem os meios eletrônicos, por issso que lá em cassa nós não abrimos mãos das brincadeiras de montar, seja com peças de encaixe, o velho engenheiro mirim eo quebra-cabeças (quanto mais peças melhor). Garanto a vocês que Serginho gosta mais das brincadeiras de montar do que ficar no computador.


Não tem como tentar privar as crianças hoje dos meios tecnologicos, as crianças por si, já possuem uma atração por essas quinquilharias. A não ser que você não deixe seu filho nunca chegar perto de um.
Cabe-nos tomarmos algumas  medidas ou preocauções não se transforme num problema. Vou citaraqui o que coloquei em pratica em casa:
  • Coloque o computador em um ponto comum de passagem, onde o monitor seja visivel facilmente. Ele nunca deve ser colocado no quarto das crianças, caso você queira ficar de olho no que o babys estão vendo;
  • faça um acordo com seu filho sobreo uso da internet para estabelecer regras e horarios de uso;
  • use ferramentas de controle Parental, em casa usamos a fornecida pelo proprio Windous, é é facil habilitar (segue aqui o passo-a-passo www.kerodicas.com/dicas/artigo=291321 );
  • mostre interesse nas atividades das crianças na internet, pergunte o que elas estão fazendo. Serginho adora as atividaes do Discoverykids, então eu sempre elogio as pinturas no desenhos que ele faz;
  • dê exemplo, cuidando do conteudo que você ver nos meios de comunicação (televisão, internet, revista, livros .. etc). Por exemplo, não assista filmes com cenas inadequadas na frente dos filho;

Não vou falar sobre cuidados com email e redes sociais, por que Serginho ainda é pequeno. Então não tenho experiencia com essa situação.




Postagem mais recente Postagem mais antiga

3 comentários:

  1. Uma importante postagem. O mundo mudou e os conceitos também. Meu filho mais novo aprendeu a ler e escrever no computador, em função disso apresentou uma dificuldade de escrever de "mãos dadas" que foi corrigido a tempo devida a minha observação. Minha filha do meio tem se mostrado "viciada" o que tem me preocupado. Se não houver acompanhamento dos pais para se corrigir quaisquer desvios o problema pode-se agravar. Quanto a privacidade e a tal liberdade, tem que ser vigiada. Computador na sala e com horários definidos. Também uso programa espião. Mas que isso, converso, procuro me envolver com o mundo deles. Só se esconde quem tem o que esconder. As coisas de DEUS são as claras. Não vale brigar, se espernear, chingar, ... tem que entender e conversar. Se for música estrangeira, vá ao tradutor e conheça a banda através de seu mundo, simbologia, filosofia de vida e crenças. Quanto ao programa espião, existem alguns que são muito bons,mas recomendo que se prepare antes para qualquer surpresa, pois pode vir a descobrir o que não quer.

    ResponderExcluir
  2. Oi Li, portagem interessante. Realmente temos que ficar tento com os nossos filhos quando eles usam a internet. Morro de medo dos pedófilos.
    Parabéns pelo texto.
    Aparecida

    ResponderExcluir
  3. Otimo post todo cuidado é pouco e sou a favor sim dos pais colocarem programas que limitam sites para serem visitados e ate tempo de utilização do pc, crianças são presas fáceis para pessoas de índole torpe

    ResponderExcluir