Quando o inesperado acontece





Lembro-me certa vez, quando criança, ter perguntado a minha avó o que seria melhor: a mãe ou filho morrer primeiro. A resposta marcou até hoje, pois ela respondeu-me que ambas eram dolorosas, mas nada se compara a dor materna de perder um filho.
De acordo a Lei da Propabilidade, ou da natureza, pais devem morrer antes dos filhos. Agora, pensem no drama de um pai e uma mãe ao perderem seu filho recem chegado ao mundo.

Pois bem, no dia das mães, esse ano, deparei-me com esse relato da Alcione (colega de trabalho na DESO), na sua "timeline" no Facebook... não deu para conter as lágrimas. Pedi permissão  a mesma para publicar aqui no meu cantinho:


"Sei q domingo é dia das mães, mas quero pedir permissão para escrever para um outro alguém: MEU FILHO.

Querido filho Ruan Aragão Lima Menezes,
você não foi planejado, mas foi uma felicidade enorme quando soube que você estava dentro de mim.
Lembro como hoje quando a médica que fazia a ultrassom me disse que eu estava grávida. Não sei definir bem o que senti, um misto de surpresa, alegria...
Foram 7 meses difíceis, com muitos enjoos, vômitos, hemorragia... mas os 7 MESES MAIS FELIZES DA MINHA VIDA!!!
Quando você resolveu vir ao mundo, fiquei assustada, não era a hora ainda. Foi um dia inteiro de dores e muita reza para que você aguentasse mais uns dias dentro da minha barriga, mas você decidiu que aquela era a sua hora e ninguém conseguiu segurar.
Lá dentro da sala de cirurgia, não tive medo, estava acompanhada de verdadeiros anjos. Meu médico maravilhoso, dr. Menilson Menezes, sua equipe médica, e minha irmã Elayne Mendonça. Esta última não largou da minha mão nem por um instante. Obrigada, irmã!!
Você veio ao mundo um pouquinho antes da meia-noite do dia 28 de janeiro de 2008. A coisa mais linda que já vi no mundo. Um meninão (42cm), mas muito magrinho (1,480kg), por isso precisou ficar na UTIN.
Nunca senti uma felicidade tão grande!!!
Nossa, todo mundo fala sobre isso, mas só quem sabe realmente o que é amor de mãe, entende o que eu senti naquele momento.
Foram 9 dias muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito difíceis.
Eu querendo estar ao seu lado o tempo inteiro, mas as enfermeiras diziam que eu precisava repousar um pouco por causa dos pontos.
Na segunda-feira, 04 de fevereiro do mesmo ano, acordei meio agitada. Não sabia bem o que estava sentindo, só sentia que precisava ir ao hospital naquele momento.
Assim que cheguei, pedi para entrar, e ao te olhar, meu coração gelou, percebi que havia acontecido alguma coisa com você.
As enfermeiras chamaram a pediatra e ela começou a me explicar que você havia passado por uma transfusão de plasma e que infelizmente tinha entrado em coma. Um coma irreversível. E 10 minutos depois que eu cheguei, você resolveu partir pro andar de cima.
Nossa, foi o dia MAIS TRISTE DA MINHA VIDA!!
Nunca esquecerei de nenhum dia que passei ao seu lado!
Nunca esquecerei a felicidade que você me proporcionou ao permitir que eu fosse sua mãe!
Nunca esquecerei ninguém que ficou ao meu lado naquele momento tão difícil.
Obrigada Mayra Najarah, Layninha Mendonça, Mary Karla MaiaMeire Nadja MaiaLilinha MaiaRejane AragãoLícia OliveiraCarla MenezesDanilo MenezesRicardo Menezes, Valéria Katherine, Valéria Santana, meus pais, meus irmãos, meus tios, meus primos, D. Ilma, meus amigos, minhas cunhadas, ... vocês foram minha fortaleza.
Por último, quero dizer a você, filho lindo, que mesmo que não venha outro bebê (ninguém sabe o que Deus nos reserva, né?), nunca deixarei de ser mãe (mesmo que as pessoas esqueçam), porque tive o imenso prazer e a enorme sorte de ter sido a sua mainha.
Eu tenho muita sorte de ter um anjo sempre olhando por mim!!
TE AMO MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUITO E PARA SEMPRE!!!"


Texto lindo, no entanto, o que mais chamou-me atenção no relato da Alcione, foi o extravasar dos sentimentos numa emoção elevada, indefinivel ... que apenas pode ser presumida (sentida) quando se pronuncia Amor de Mãe. Amor que "humaniza" o Amor Divino ... Amor que contraria a necessidade da prolongada convivencia para que a saudade se isinue... Amor perfeito que se faz mais perfeito quando insculpido na dor...

Alcione sua experiencia foi acida, dolorosa, árida e somente com o coração poderia ser escrita... 




Cantinho da Li Copyright © 2009