A importância dos esportes para as crianças



A infância é a fase ideal para começar a promover o esporte, pois é nesta fase que as crianças têm mais vitalidade, força e motivação para fazê-lo. Todas as crianças gostam de pular, de correr, de saltar. Um esporte é a atividade perfeita para que elas possam canalizar esta energia com disciplina e de forma a desenvolverem as suas capacidades físicas e mentais. E claro, divertirem-se!



Benefícios do esporte

  • Ajuda a manter o peso e a evitar a obesidade;
  • Aumenta o nível de colesterol bom
  • Melhora a agilidade, a força, os reflexos, a velocidade e aumenta e fortalece a resistência;
  • Reduz a ansiedade e a depressão;
  • Aumenta a auto-estima;
  • Ajuda a tomar consciência dos cuidados que se devem ter com o corpo;
  • Fortalece os músculos e os ossos;
  • Pode ajudar a corrigir problemas físicos;
  • Ensina a seguir regras;
  • Ajuda na relação com outros;
  • Ajuda a ingressar na sociedade, tornando as pessoas menos individuais;
  • Promove a criação e regularização de hábitos;
  • Ajuda a coordenar os movimentos;
  • Estimula a higiene e a saúde;
  • Ajuda a dormir melhor e a lidar com os pequenos desafios do dia-a-dia.

São imensos os benéficos de se fazer um esporte. Contudo, as crianças devem, acima de tudo, divertir-se a fazê-lo.
Apesar das vantagens resultantes de se praticar exercício físico na infância há que ter muitas precauções com os possíveis efeitos negativos: posturas incorretas, cargas excessivas. Por isso é muito importante que o desporto seja supervisionado e seja ensinado por professores especializados capazes de adaptar a atividade física de acordo com a idade e a condição física dos menores. Tudo isto para evitar que possam surgir efeitos negativos no desenvolvimento da criança.

O esporte preferido da criança

A partir dos cincos anos é aconselhável que a criança pratique vários desportos - um individual e outro em grupo. Deve escolher as opções que mais agradarem à criança e as que fiquem mais perto de casa para que não percam muito tempo no trânsito. A criança deve ainda ter tempo para fazer os trabalhos de casa ou simplesmente para brincar no quintal.
O atletismo ou a natação podem ser uma boa opção para as crianças muito irrequietas. Para as mais perfeccionistas são recomendados os desportos individuais como a ginástica, o tênis ou as artes marciais.
As crianças entre os cinco e os onze anos têm uma boa flexibilidade, músculos fracos, pouca concentração mental e muita mobilidade. Durante esta etapa as crianças brincam muito e devem fazê-lo sem pressões.

Recomendações
Até aos sete anos o que uma criança deve fazer em qualquer desporto é jogar de forma divertida.
Deve evitar as competições pelo menos até aos doze anos.
Não é bom que uma criança seja especializada num desporto muito cedo.
Se a criança praticar um desporto individual é muito importante que complete com um desporto coletivo.
Há que evitar tanto o sedentarismo como a carga excessiva de atividade física.
É aconselhável que a criança seja acompanhada por um médico. É importante que tenha em conta os gostos e interesses do seu filho.




Postagem mais recente Postagem mais antiga

0 comentários. Clique aqui para comentar.:

Postar um comentário